segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

2008 / 2009

Depois de quase 1 mês sem postar, aqui estou. Saudades ! Tempo foi uma coisa que eu não tive neste final de 2008. O ano passou rápido e o final de ano voou.

Dentre tudo que aconteceu posso destacar algumas coisas, como: as provas finais da faculdade, a banca do PCC, ou TCC ou Monografia (como quiser chamar); sim, eu passei em tudo (falta 1 semestre só); as despedidas na faculdade, as despedidas no shopping, as despedidas no boliche, as festas de aniversário da Rafa, da Ellen, da Beatriz, as saídas, curtições com amigos, aquisição de um novo automóvel para minha mãe, a troca de celular (não de nº) e IPOD, a festa de Natal na família da minha mãe, o almoço de Natal e o de Ano Novo da família do meu pai, a viagem que fiz a Divinópolis, para a casa da minha tia Nilza... tantas coisas.

2008 se foi... voando. Este ano não foi um ano muito bom pra mim. Sério. Tudo que fiz, tive a sensação de que poderia ter feito mais. Talvez o erro foi não ter feito a famosa lista de metas e objetivos no início, querendo viver o inesperado e tentando não me decepcionar com metas não alcançadas. Mas passou.
2009 será bem diferente. Hoje quero tirar um tempo e pensar, projetar, e planejar como um bom administrador que sou, como este ano será bom.

Eu e Jesus preciamos estar mais perto. Não estou longe, mas já estive mais perto. Tenho saudades dEle. Quero voltar a ser aquele cara ridículo que eu era por causa dEle.

Bom, vamos falar sobre algumas coisas¬¬

2009 quero me envolver com a Igreja de uma forma que eu nunca me envolvi na vida. Não estou falando da igreja local, mas do reino. Quero servir muito. Estes dias descobri que tudo que eu já fiz é pouco.

Comecei o ano lendo "Imagens da Organização" de Gareth Morgan. Estou apaixonado pelo livro. Indico muito para quem se envolve com organizações, pessoas e gestão. Quero ler pelo menos 1 livro por mês, neste ano.




Assim com meu amigo Tiago, estou no meu momento folk. Tenho ouvido só folk a semanas. E quanto mais ouço, mais me amarro nisso. Bob Dylan, James Taylor, Simon & Garfunkel, R.E.M., John Mark e Sarah McMillan, Mark Mathis, Over the Rhine, Jeshua Radin, Patty Griffin e Mallu Magalhaes tem sido minha companhia. Destaque para a Sarah.

Em 2007 vi 3 filmes que definitivamente foram os filmes do ano: Crash - No Limite, 88 Minutos e Diamante de Sangue. Fechei 2008 sem um filme que me impressionasse, a não ser Príncipe Cáspiam de As Crônicas de Nárnia, que eu tanto aguardava, mas nem foi tudo isso. Enfim, comecei 2009 bem, pois ontem o Inácio me chamou para ir pra casa dele e lá assitimos "Na Natureza Selvagem". Não vou falar nada sobre o filme, apenas alugue-o urgente.

Dona Miralda é mãe de do meu tio Guilherme, estive na casa deles em Divinópolis ente final de semana. E eu só quero dizer amo aquela velhinha. Obrigado por tantas lembranças, prosas, conversas, lágrimas, sorrizos e aleluias ! Quero voltar este mês ainda.

Rodrigo, muito thanks por insistir no Blog.
Vou voltar com tudo, estou de férias.

Entrem no Blog do meu amigo Daniel, se você for um cristão inteligente, entrará !

Fico por aqui, desejando que 2009 seja o melhor ano de sua vida, assim como será na minha até aqui.

Deus esteja..
Abraços

"(...) couse You are a Spirit and I am flesh and bone. You are a mountain and I am a rolling stone. Couse You are the ocean and I am a ship in your storm. (...)" John Mark McMillan e Sarah Mcmillan

PS> Tenho aprendido que mais do quer perdoar pessoas, precisamos aceitá-las. Aceitando-as não precisamos perdoar tantas vezes sempre.

5 comentários:

DANIEL ALVES disse...

Assim como vc, também quero fazer coisas diferentes em 2009, só falta descobri o que, e como, rs.
Abraços.

Pietro disse...

Cara, eu não sabia q vc conhecia o Morgan. Tb adoro os livros dele!

Jonatas disse...

Dads, descubra rápido.
Pietro, Só li esse até agora, vamos ver depois o q eu acho e gosto.
Abraços pro cs.

rodrigotavares disse...

eu assisti esse filme, tão trsite pensar que ele foi baseado em um a história real. Mas tbm é muito desafiador.

Jonatas Adan disse...

O filme mostra a simplicidade da vida e ao msmo tempo critica a sociedade. É interessante como ele é traído por aquilo que sempre amou: a natureza.
"Quando vc perdoa, vc ama. E quando vc ama, a luz de Deus brilha sobre vc."
O filme é o filme.